Poesia do olhar - 3 de Janeiro


No lugar lá de onde eles vêm
Não têm nada parecido
O Porto é o que é
E não vive ofendido 

Share:

0 comentários