Poesia do olhar - 6 de Janeiro


Só do alto
De tamanha inocência
Te chama cidade cinzenta
Sem alma, sem ciência

Share:

0 comentários