Poesia do olhar - 8 de Janeiro (parte 2)


Agora que te vejo do alto
Sou capaz de reconhecer o teu tamanho
A tua imensidão
Por mais que sinta
Que só quero ver ao longe o dragão

Share:

0 comentários