Poesia do olhar - 9 de Janeiro


Um edifício espelhado
Uma cidade que não dorme
Um lugar encantado
Nem à noite lhe dá fome

Share:

0 comentários