Poesia do olhar - 14 de Fevereiro (3)


Das poucas palmeiras que vingariam naquele verão. Pareceu vê-la inclinada, vislumbrou sem tempo definido e contou as folhas. Imaginou-se acompanhado da melhor pessoa à face da terra numa praia de Cabo Verde, do Brasil de outrora, não do Brasil dos tempos de carnaval. Entretanto, enquanto a saudade lhe atormentava os sentidos recebera uma mensagem, no ecrã duas palavras "Tenho saudades". Respirou o ar do mar e abraçou a natureza dos afetos. Também ele as tinha...

Share:

0 comentários